Chapada Diamantina: roteiro de uma semana

No coração da Bahia, cercado por inúmeras cachoeiras, grutas, cânions e vales, se encontra o Parque Nacional da Chapada Diamantina, o segundo maior parque nacional do Brasil.

Com uma extensa área, de quase 40 mil km², o parque abrange uma série de municípios. E por conta de suas dimensões, com seus principais atrativos localizados a dezenas de quilômetros uns dos outros, muitas pessoas optam por se deslocar sobre quatro rodas para aumentar seu raio de alcance e melhor desbravar este paraíso.

Como só tínhamos uma semana, nossa estratégia foi dar a volta ao redor da Chapada, conhecendo um pouquinho de cada canto, indo apenas aos atrativos mais espetaculares, pois não tínhamos tempo suficiente para conhecer tudo que a Chapada oferece. E acredite, se você quiser explorar a fundo suas maravilhas, um mês lá é pouco!

Marcamos aí o nosso roteiro em vermelho, e falaremos aqui em baixo um pouco dos lugares que mais curtimos:

Roteiro_Chapada Diamantina.jpg

# 1 VALE DO CAPÃO

Depois de dois dias de viagem, partindo de Niterói, chegamos ao Vale do Capão, um local acolhedor, com aquele clima bem roots, cheio de opções para comer muito bem [com uma incrível oferta de receitas vegetarianas e veganas]. As cachoeiras do Rio Preto e a das Rodas são atrativos bem legais e de fácil acesso. Já para aqueles que tiverem um pouquinho mais de tempo, recomendo fazer o trekking que leva ao Vale do Paty, que tem no meio do percurso a impressionante cachoeira da Fumaça, segunda mais alta do Brasil, com 340 metros.

Vale do Capao_Chapada Diamantina.jpg

Cachoeira do rio Preto_Chapada Diamantina.jpg

Cachoeira_da_fumaça_by RoneyBy Roney

#2 GRUTA DA TORRINHA

Seguindo para o Norte, chegamos à cidade de Iraquara, onde se encontram mais de 200 cavernas e outras interessantes formações geológicas. Nossa escolha foi conhecer a Gruta da Torrinha, que é simplesmente impressionante! Para você ter uma ideia, passamos uma tarde inteira na nossa viagem ao centro da terra e vimos apenas uma pequena parte das maravilhas desse mundo subterrâneo. É incrível ver tanta beleza e delicadeza, de formações envoltas permanentemente pela escuridão absoluta. A Flor de Aragonita é uma das joias mais raras do Salão dos Cristais, pois é uma formação única no mundo, que desafia a gravidade.

Gruta da Torrinha_Chapada Diamantina
Flor de Aragonita_Chapada Diamantina

#3 MORRO DO PAI INÁCIO

Para fechar bem o dia, nada melhor que ver o pôr do sol com a clássica vista panorâmica da Chapada, que se tem do topo do morro de Pai Inácio, um dos atrativos mais requisitados da região. Depois de estacionar o carro, basta subir cerca de 20 minutos para se chegar a um local que te faz sentir como é bom estar vivo e poder admirar as belezas da natureza. São 360° de vistas de tirar o fôlego!

Vista Panoramica_ Pai Inacio_Chapada Diamantina.jpg

Vista Panoramica_ Pai Inacio 1 _Chapada Diamantina.jpg

#4 POÇO DO DIABO

Bem próximo à cidade de Lençóis [onde passamos e curtimos a noite], está o Poço do Diabo com suas belas águas avermelhadas. Além de ser linda e ótima para curtir um banho de rio, essa cachoeira conta ainda com opções de Rapel e Tirolesa para os mais aventureiros.

Poço do Diabo_Chapada Diamantina.jpg

Poço do Diabo 1 _Chapada Diamantina.jpg

Em direção a Andaraí, encontramos um lugar fantástico para acampar no meio do nada. E era tudo o que a gente queria, uma vez que fomos equipados para isso mesmo. Tudo estava em um arranjo completo: uma vasta área com dunas de areia branca e a cachoeira ao fundo para desfrutarmos. A noite foi coroada pela fogueira, um céu estrelado e o som da natureza.

Acampamento_Offroad_Chapada Diamantina.jpg

Acampamento Selvagem_Chapada Diamantina.jpg

5# POÇO ENCANTADO

Continuando nosso roteiro, seguimos a caminho do poço encantado, um lugar que realmente merece receber esse nome, de tanta magia e energia que transmite. O poço encantado te hipnotiza com sua transparência e tonalidade de azul. É tão impressionante, que ao entrar na gruta você demora a ter ideia do espaço em que você está. Em um certo período do ano [outono e inverno] devido à posição do sol, é ainda mais fascinante, uma vez que raios solares penetram na caverna, formando um incrível feixe de luz azul turquesa que intensifica ainda mais sua cor.

Poço Encantado_ Chapada Diamantina.jpg

6# IGATU

Para passar a noite seguinte escolhemos a mística vila de Igatu. Passado seu apogeu, vivido no período do garimpo de diamante, hoje a cidade (com apenas de 380 habitantes) conta sua história através de ruínas de pedra. As construções eram feitas pelos garimpeiros, utilizando as pedras abundantes no local, num tipo de construção sem argamassa, e por isso a cidade ficou conhecida como a Machu Picchu baiana. Além da valiosa história, a cidade ainda guarda várias belezas naturais como cachoeiras e paredões rochosos, perfeitos para os ecoturistas.

Centro de Igatu_ Chapada Diamantina.jpg

Igatu_Chapada Diamantina.jpg

7# BURACÃO

Chegamos enfim ao destino mais esperado de toda viagem, a imponente Cachoeira do Buracão. São 90 metros de cortina d’água que corta um vertiginoso cânion. Chegar na beirada desse precipício é dar calafrios. Lá em baixo você pode se banhar nessas águas mágicas e olhar para o céu como que emoldurado por um túnel vertical. Para chegar ao Buracão é necessário fazer uma trilha de mais ou menos 1 hora, com direito a paradas em outros atrativos durante o caminho (Cachoeiras das Orquídeas, Cachoeira do Recanto Verde e Mirante do Buracão).

Canion do Buracão_Chapada Diamantina.jpg

Cachoeira do Buracão_Chapada Diamantina.jpg

*  *  *

Esses foram os pontos altos do nosso offroad pela Chapada Diamantina. É claro que no percurso entre um atrativo e outro, paramos para conhecer e desbravar vários lugares menos conhecidos, mas igualmente especiais.

Era então hora de voltar para casa… Com o carro sujo, e a alma lavada.

Offroad_Defender_Chapada Diamantina.jpg

P.S.: Não poderia deixar de citar também a comida, que é realmente uma atração a parte! É tudo muito bem temperado e feito com bastante amor.

Se você estava em dúvida de conhecer a Chapada, não pense duas vezes. O problema é que você vai se apaixonar e querer voltar sempre, assim como nós!

Top 10: cidades e castelos da Transilvânia

Famosa por seus castelos e cidades medievais, a Transilvânia superou e muito minhas expectativas, e vai muito além de lendas sinistras envolvendo vampiros e outras figuras bizarras.

Essa região da Romênia, cercada por imponentes montanhas [nevadas durante boa parte do ano], é simplesmente linda!

Paisagens deslumbrantes, história bem preservada, boa comida e pessoas super amistosas… Essa é a combinação perfeita para qualquer viajante. Então pegamos a estrada e fomos conferir, e vamos te contar aqui sobre 10 cidades/castelos que deixam qualquer um de queixo caído.

Corvin Castle

01 Corvin Castle.jpg

Localizado na cidade de Hunedoara, este é primeiro grande atrativo da região para que vem do oeste [Sérvia ou Hungria]. Com mais de 500 anos de história, e sendo um dos maiores castelos de Europa [sem falar sua assombrosa beleza], vale muito a pena parar para uma visita.

Sibiu

02 Sibiu.jpg

Um das cidades mais charmosas e aconchegantes que já visitamos na vida! Em Sibiu a própria cidade e sua atmosfera são atrações imperdíveis. Nada como parar num café e ver o pôr-do-sol iluminando o harmonioso amontoado de telhados vermelhos, com suas janelinhas que mais parecem um par de olhos. E para os amantes da Boemia, não faltam opções para se divertir depois que cai a noite.

Fagaras

03-fagaras

Bem à beira da estrada que liga Sibiu a Brasov, Fagaras abriga um grande e bem preservado exemplar de uma típica cidade da era feudal. É o retrato típico do que temos na mente, fortes muros e um lago que circunda toda a cidade fortificada.

Bran Castel (Castelo do Drácula)

04 Bran Castle.jpg

Esse, que dispensa apresentações, além de muito bem preservado, guarda uma rica história que vai muito além de vampiros. Lá você vai entender uma importante parte da história da Romênia, com disputas de poder e toques de tirania adicionados pelo príncipe Vlad III, que é tido por muitos como a versão ainda pior [e real] do Conde Drácula.

Rasnov

05-rasnov ROMANIA TO GO

No meio do caminho entre Brasov e Bran você vai avistar Rasnov, uma cidadezinha localizada no topo de um morro, e protegida por fortes muros. Essa cidade que mais parece saída de um filme épico, foi bem importante há alguns séculos atrás, tendo em tempos de guerra abrigado intramuros seus moradores por anos a fio.

Brasov

06-brasov

Conhecida como a capital da Transilvânia, Brasov foi ao longo da história um importante centro de produção, comércio e cultura. Na cidade antiga, construída pelos saxões, ainda é possível imaginar claramente como era a vida ali a séculos atrás.

Rupea

07 Rupea.jpg

Seguindo para o Norte em direção a Cluj, avistamos no alto de uma colina, uma cidade pequenina com muros em espiral acompanhado o terreno, que parece até de faz de conta.

Viscri

08 Viscri.jpg

Acredite quando te falarem que as melhores surpresas vêm de onde não esperamos muito. Essa vila, na qual só é possível chegar depois de encarar 15 km de estrada ruim [e no nosso caso cheia de neve], guarda um tesouro que para te contar teremos que escrever outro post.

Sighisoara

09 Sighisoara.jpgYOUR GUIDE IN TRANSYLVANIA

Bem no coração da Transilvânia, Sighisoara é uma cidade super charmosinha que representa bem a influência alemã na região. A cidade, além dos atrativos históricos, conta ainda com boa infraestrutura para receber os turistas.

Cluj-Napoca

10 Cluj.jpgTRANSYLVANIACAM

Capital cultural e a maior cidade da Transilvânia, Cluj é a pedida certa para quem quer conhecer um lado mais urbano e cosmopolita da Transilvânia. Além da riqueza histórica a arquitetônica, Cluj é lar ainda de uma intensa vida universitária e cultural, o que faz da cidade um bom destino para aqueles que também procuram algum agito.

Os 20 lugares mais legais da Califórnia

A Califórnia é provavelmente o estado mais diverso dos Estados Unidos, tanto culturalmente quanto nas paisagens. Na Califórnia você encontra desertos rochosos, praias paradisíacas, montanhas nevadas, planícies imensas onde são cultivadas toda sorte de alimentos, florestas de coníferas, lagos e muitos mais.

Após passar pouco mais de um mês rodando de carro, ônibus, trem e bike por esse estado incrível, resolvemos fazer uma lista dos 20 lugares que mais nos chamaram a atenção por sua beleza e carisma.

Seguiremos do Sul para o Norte. Vamos nessa?

#1 Balboa Park

Balboa Park.jpg

Bem no meio da cidade de San Diego o Parque Balboa une história, arquitetura e contato com a natureza. Vale a pena reservar um dia inteiro para caminhar por seus vários museus e jardins temáticos.

#2 La Jolla

La Jolla.jpg

A 25 minutos do centro de San Diego, La Jolla ostenta lindas falésias e boas ondas. E para deixar o lugar ainda mais mágico, é possível ver dezenas de para-pentes voando bem acima de nossas cabeças.

#3 Swami’s Beach

Swami's.jpg

Esse lugar é pura energia positiva. Dentro d’água longas direitas, perfeitas para os amantes do pranchão. E do lado de fora aquele clima de paz e amor, com direito a violão, slackline e acroyoga.

#4 Oceanside

Oceanside.jpg

Bem no meio do caminho entre San Diego e Los Angeles, Oceanside é o retrato perfeito da Califórnia do sol e do surf. Com aquele clássico píer (extenso e cheio de vida) e boas ondas quebrando bem ao lado, vale a pena parar ali para apreciar um pôr do sol cinematográfico.

#5 Huntington Beach

Huntington.jpg

Mundialmente famosa, em Huntington tudo remete ao surf. Além dos encantos da cidade e do badalado píer, a praia é super convidativa, com uma extensa faixa de areia branca, e como não poderia ser diferente, altas ondas.

#6 Venice

Venice.jpg

Arte, cultura, skate, gente bonita, em Venice Beach você encontra tudo junto e misturado. E melhor ainda, a poucos minutos de outros atrativos da gigante e badalada Los Angeles.

#7 Griffith Observatory

Griffith.jpg

Outra parada obrigatória é subir a linda e sinuosa estradinha que dá acesso às colinas de Hollywood. Lá, além de apreciar o melhor pôr do sol de LA, você poderá conhecer um dos observatórios espaciais mais interessantes e didáticos do mundo. Um viagem garantida!

#8 Getty Museum

Getty.jpg

Mesmo que você não seja muito dos museus, esse aqui com certeza vai te impressionar. Um verdadeiro complexo da arte, que reúne obras dos maiores artistas de todos os tempos. Se você quiser explorar todos seus vários blocos, jardins, centro de pesquisas em arte… um dia será muito pouco.

#9 Noite de Hollywood

discotech-melos-angeleslureLure Nightclub

Poucos bairros do mundo tem uma marca comparável a Hollywood. E além dos já batidos roles de Calçada da Fama, Hard Rock Café e inúmeros teatros, a meca da indústria do entretenimento abriga uma das vidas noturnas mais estilosas e vibrantes dos EUA.

#10 Big Bear

Big Bear.jpg

Para aqueles que não querem deixar de ver a neve, mas estão indo para a ensolarada LA, nada está perdido. A duas horas de Los Angeles [na estrada que vai para Vegas] você encontra uma ótima opção para os esportes de inverno e para o contato com a natureza, com vários campings e cabanas em meio aos pinheiros.

#11 McWay Falls

McWay Falls.jpg

É o ponto alto da talvez mais popular road trip do mundo, a Pacific Cost Highway – Big Sur. Ver a McWay Falls, uma cachoeira linda que deságua sobre a areia da praia, para mim foi como estar de frente para o portal de um mundo de contos de fadas.

#12 Carmel

Carmel.jpgBy Sylvi

Pense em uma cidade charmosa, cheia de árvores, casas lindas, exposições de arte, cafés aconchegantes… agora imagine que tudo isso está bem de frente para uma praia paradisíaca. Pronto, você está em Carmel!

#13 Monterey bay Aquarium

Monterey Bay Aquarium.jpg

Como disse Anne Stevenson “O oceano é o mais perto que podemos chegar de outro mundo”. Nesse, que é seguramente um dos melhores aquários do mundo, você vai mergulhar em universo paralelo, cheio de cores e danças esplêndidas.

#14 Santa Cruz

Santa Cruz.jpg

Além de ser o berço do surf nos Estados Unidos. Santa Cruz é também um destino perfeito para os amantes da vida saudável. Em um cenário ao mesmo tempo rural e praiano, viver bem é lei. Um role de bike ou skate, um piquenique na praia em uma manhã de sol, uma deliciosa refeição a base de produtos orgânicos… são uma pequena amostra da vibe desse lugar.

#15 Yosemite

Yosemite.jpg

Depois de ver o vale do Yosemite, os papéis de parede do seu computador vão parecer sem graça. Exemplo do movimento de conservação da natureza e lar de John Muir, esse parque nacional, com montanhas que remetem a um filme de gigantes, vai te fazer se beliscar para ter certeza de que você não está sonhando.

#16 Mariposa Grove

Mariposa Grove.jpg

Lar das Sequoias Gigantes [os maiores seres vivos do planeta], o Mariposa Grove é parada obrigatória para quem está descendo a Serra Nevada ao retornar do Yosemite. Em meio a estas árvores de mais de 50 metros de altura e espantosos 25 metros de circunferência, é impossível não se sentir um anão.

#17 Lake Tahoe

Lake Tahoe.jpg

Um enorme e lindo lago de águas claras [e frias], circundado pelas belas montanhas da Sierra Nevada. Lake Tahoe é um disputado destino tanto verão, para curtir o sol e praticar de inúmeros esportes aquáticos, quanto no inverno, pelas vistas espetaculares e pela aventura em uma das várias de estações de ski em todo seu entorno.

#18 Squaw Valley

Squaw Valley.jpg

Por falar em neve… Se você está indo para Lake Tahoe no inverno, não dá para deixar de visitar umas das estações de ski da região. Squaw Valley, que já sediou as olimpíadas de inverno (em 1960), é a mais famosa e provavelmente a mais completa, com boas opções tanto para os iniciantes quanto para aqueles já mais acostumados à neve.

#19 San Francisco

San Francisco.jpg

A capital da vanguarda cultural e tecnológica dos Estados Unidos [quiçá do mundo], San Francisco é por si só uma atração turística. A cidade e simplesmente linda, com tudo que qualquer turista pode querer: arte, música, gente do mundo todo, parques naturais, vistas incríveis, boa comida, a Golden Gate e segue a lista…

#20 Napa e Sonoma Valley

Napa e Sonoma.jpg

A duas horas de San Francisco, a região produz vinhos de ótima qualidade, e como é natural das regiões vitivinícolas, tanto Napa quanto Sonoma apresentam aquele clima tranquilo… Impossível não relaxar com algumas taças de vinho, boa comida e paisagens bucólicas.