A forma mais barata de chegar a Machu Picchu

Conhecer o espetacular cenário das mais misteriosas ruínas Incas, além de admirar as belas paisagens de picos nevados, rios, cordilheiras e florestas, faz Machu Picchu ser um dos destinos mais procurados do mundo. Como reflexo disso, este santuário histórico acaba se tornando um destino caro para muitas pessoas, principalmente nós mochileiros, que não estamos dispostos a encarar preços exorbitantes.

Mas como chegar a este paraíso da maneira mais barata? Se você está pensando que é pela Trilha Inca ou Trilha Salkantay está enganado. O lance é fugir de qualquer pacote turístico… Pois, é claro, que seu dinheiro estará indo para alguém que estará te cobrando por algo que aqui oferecemos de graça.

Estou falando do percurso conhecido como “Rota da Hidrelétrica”, que dá um pouquinho mais de volta, mas compensa por seu preço, bem mais em conta, e as muitas belezas do caminho.

1°  trecho: Cusco – Santa Maria

A partir do Terminal Rodoviário de Cusco você pode pegar uns dos primeiros ônibus da manhã que vai para Santa Maria. Está opção é a mais barata, mas tem a desvantagem de ser um pouco mais longa, em torno de 5 a 6 horas. Uma segunda opção, um pouco mais rápida, é pegar um táxi [que é bem barato] até o cemitério da cidade de Cusco, de onde partem as vans para Santa Maria [e foi esta a opção que escolhemos].

Mas fique atento! No cemitério você vai encontrar uma multidão de típicos comerciantes de Cusco que têm o péssimo hábito de empurrar para dentro de seus estabelecimentos [no caso, vans]. Infelizmente, ficamos nessa confusão por quase uma hora. Mas depois tiramos o atraso, já que nosso motorista tinha algum parentesco com Michael Schumacher. Rsrs

P1150001-1.jpg

Seja qual for a opção que você escolher, é muito importante acordar bem cedo [antes de amanhecer] e levar lanche e água para o dia.

Dica: Como você é praticamente obrigado a voltar para Cusco, para seguir sua viagem, não há por que carregar peso à toa. Deixe seu mochilão no guarda-volumes do Hostel e leve apenas o necessário.

2°  trecho: Santa Maria – Hidrelétrica [via Santa Teresa]

O ponto final das vans de Cusco é o mesmo dos ônibus. Deste mesmo terreno baldio, saem as vans e/ou carros que vão para a hidrelétrica. O valor também é bem em conta e o percurso é de 1h e meia.

Fique preparado para encarrar a superlotação dos veículos, vai todo mundo junto e misturado. No nosso caso, por exemplo, o motorista queria colocar 8 pessoas num carro de passeio. Por fim, depois de muita discussão ele só levou “apenas” 6 pessoas [sendo um deles, na mala]. Rs

A estrada passa por cada desfiladeiro de tirar o fôlego, além de ser mão única, o que adicionou uma dose a mais de adrenalina à viagem.

P1150028-1.jpg

Optamos por fazer uma parada em Santa Teresa, pois descobrimos que havia uma espécie de clube, com várias piscinas de águas termais. E foi super válido, o lugar é lindíssimo e pouco conhecido pelos viajantes. Vale a pena passar umas 2 horinhas neste spa natural.

Mas não relaxe muito, pois ainda têm uma longa caminhada pela frente. Na própria portaria dos Baños Termales de Cocalmayo é possível tomar um carro (lotação) para a hidrelétrica, que fica a apenas uns 15 minutos.

3°  trecho: Hidrelétrica – Águas Calientes

Na hidrelétrica, após assinar um livro de entrada, você vai seguir o seu caminho a pé pelos trilhos do trem rumo as Águas Calientes, numa caminhada de pouco mais de 2 horas. A paisagem é indescritível! O trilho de trem segue às margens do rio Urubamba, passando por túneis e pela tão famosa ponte do rio Urubamba, e para os mais atentos, em alguns trechos é possível avistar bem ao longe parte das ruínas de Wayna Picchu.

Não se preocupe se estiver sozinho, porque sempre tem muitos mochileiros que você certamente encontrará fazendo esta trilha.

Chegamos em Águas Calientes quase à noite, pois além de termos parado nas águas termais, fizemos a trilha bem tranquilos, curtindo cada momento, conversando com os amigos que fazíamos pelo caminho. Chegando em Águas Calientes foi o tempo certo para procurar um lugar para dormir, comer alguma coisa e descansar após um exaustivo dia de aventura.

Dica: Existe a possibilidade de fazer este último trecho pegando o trem. Mas sinceramente acho que não vale a pena, pois a sensação que você tem vendo toda aquela paisagem é revigorante e inspiradora.

4°  trecho: Águas Calientes – Machu Picchu

Se você quer ver Machu Picchu com menos pessoas, apreciar o nascer do sol e sentir a misticidade do local, conselho: Acorde cedo, mais muito cedo [tipo 3 e pouca]! Suba a montanha pela trilha [escadaria] de cerca de 1 hora, toda no escuro, para garantir seu lugar na fila e ser um dos primeiros a entrar.

Não vou mentir, a subida foi um pouco sacrificante já que estávamos ainda com cansaço do dia anterior.

P1150359-1.jpg

Mas no final o resultado é algo que é difícil ser dito em palavras. Mas dá para ter uma ligeira ideia…

P1150242-1.jpg

Para voltar a Cusco, você pode pegar o mesmo caminho. Ou, se estiver moído, como estávamos, uma boa pedida é pegar um assento no vagão econômico do trem que leva até Ollataytambo, de onde você pega um ônibus ou van para Cusco.

Obs: Fizemos esta viagem em 2010 e um casal de amigos que foi lá em 2016, nos disse que esse trajeto “alternativo” ficou mais popular, e agora tem até gente vendendo um pacote com todos esses trechos por um preço bem acessível. Vale a pena se informar direitinho.

Dani Lima

Estudante de doutorado e apaixonada pela natureza, para ela não existe tempo ruim. Quando o assunto é viajar, "qualquer dia é dia"! Depois de seu primeiro mochilão pela Bolívia e Peru não parou mais... Fez várias viagens, aventuras e perrengues, sempre ao lado de seu fiel escudeiro Samuel.

3 comentários

Envie um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s